• Mariana Coutinho

Planner ou Bullet Journal? Qual o melhor para você?

Atualizado: Mar 9

Tanto o bullet journal quanto o planner estão na moda e já engajam toda uma comunidade online que compartilha dicas de organização e também de arte e coisas fofas de papelaria. Mas aí bate aquela dúvida: o que é ideal para mim, planner ou bullet journal (BuJo)? Só você pode achar a resposta certa, mas alguns pontos podem ser considerados na hora de comprar um ou outro. Mais: cada um pode fazer mais sentido dependendo do seu momento e dos seus objetivos para um determinado período.


Planner ou bullet journal?


Planner


Você sabe as diferenças essenciais entre os dois? Para começar, o planner é mais próximo a uma agenda tradicional - que já vem pronta, com calendário e lacunas para preencher nos dias e meses - mas com algumas especificidades. O planner é mais personalizável que uma agenda (mas menos que um bullet journal) e abre espaço para listas de desejos, cardápios semanais, planos de viagem e coisas que fujam das simples tarefas e compromissos diários.


Planner é mais prático mas menos personalizável

A vantagem do planner em relação ao BuJo é sua praticidade. Como os dias e semanas já vem impressos, você precisa se preocupar menos com a estrutura do seu caderno de planejamento e pode focar mais no conteúdo. Ao mesmo tempo, ele permite menos mudanças em relação ao método totalmente personalizável do bullet journal. Talvez você tenha dificuldade de encontrar espaço em um planner para escrever um poema ou pensamentos aleatórios, para fazer uma lista das suas metas na academia ou das séries que pretende procurar no streaming.


Bullet journal


O BuJo é um diário em tópicos e como qualquer diário, é único e pessoal. É basicamente um caderno em que a própria pessoa vai configurar o seu sistema de organização, com espaço para anotação de compromissos e tarefas, mas também para outras coisas, como listas, anotações diversas e até desenhos, colagens e outras coisas






O bullet journal (ou BuJo) é o método criado por Ryder Carroll, que usa um caderno em branco para construir a agenda/diário do zero. Já o planner seria o equivalente a uma agenda moderna, um caderno que já tem as datas impressas, em que já há calendários, seções para anotações diárias, etc.


A diferença do planner para uma agenda é que ele oferece bem mais do que anotações de compromissos diários.Nele, é possível estipular metas, fazer planos para uma festa ou uma viagem, organizar suas despesas e fazer listas de filmes e livros. No planner, você tem diversas funções, mas só precisa preencher e enfeitar o seu planejamento, porque tudo (ou quase tudo) já vem impresso. No bullet journal, você não só vai fazer as anotações, mas vai construir a estrutura da sua organização.


página de um bullet journal
Bullet journal é mais personalizável, mas exige ação mais ativa


A grande vantagem do planner é a praticidade. Você não precisa pensar em layout, nem perder tempo para fazer estruturas de rastreadores, criar um sumário ou uma planilha financeira. Se quiser algo mais personalizado, você pode usar adesivos, washitapes e pequenos desenhos (os doodles) para decorar.


Já no bullet journal, você tem a vantagem da personalização máxima e o fato de que ele estimula mais a criatividade e o trabalho manual. No BuJo, você vai decidir quantas páginas vai gastar com cada coisa, em que ordem as coisas vão ficar dispostas e qual vai ser o layout de cada semana, dia ou mês. Você pode ir experimentando e mudando o jeito de planejar de acordo com as suas necessidades. Criar listas que só façam sentido para você, gastar uma página inteira com um desenho especial, uma colagem ou um relato do seu dia e pensamentos que andam rondando sua cabeça naquela semana.


Como escolher?


Entre as vantagens e desvantagens das duas opções, você deve levar em conta o que funciona para o seu dia a dia. Se você tem uma vida mais atribulada e sabe que não vai dar conta de gastar um tempo no planejamento todas as semanas, talvez o planner seja o ideal.


No entanto, ter uma vida corrida não deve ser motivo para desistir do bullet journal. Se o seu objetivo for justamente focar e gastar algum tempo com algo que te relaxe e dê direcionamento, o BuJo pode ser perfeito e a personalização que ele permite pode ser muito útil. Lembre-se de que o tempo gasto com organização e planejamento será um tempo economizado lá na frente, quando você adquirir mais foco.


Não tem uma fórmula para saber qual método se encaixa melhor na sua rotina e talvez você deva experimentar um dos dois para verificar se funciona ou não. Com o BuJo, eu tentaria uns dois ou três meses antes de desistir, porque pode demorar um pouco até que você pegue o jeito. Se você descobrir que um dos métodos não é o ideal para você, troque. Não há nada de mau em errar. O importante é começar!



Veja qual o melhor caderno para bullet journal

46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo